Publicado quarta-feira, 20 de setembro de 2017

SEBRAE/SC E Prefeitura de Botuverá Lançam “Botuverá em números” e Plano de Desenvolvimento Econômico (PEDEM)

Soluções fazem parte das ações práticas do programa Cidade Empreendedora, em vigor desde maio deste ano

(Botuverá – 18.09.2017) – O que pode conter mais significância para uma cidade do que ser planejada para se tornar um local melhor para viver? Antes de planejar, porém, é preciso conhecer. É por isso que na próxima, quinta-feira, 21 de setembro, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Santa Catarina (SEBRAE/SC), juntamente com a Prefeitura de Botuverá, lança, oficialmente, o Plano de Desenvolvimento Econômico (PEDEM) do município. Paralelamente, ocorrerá, também, a entrega do documento Botuverá em Números. O evento de apresentação das duas soluções do Programa Cidade Empreendedora ocorre às 19h, na Câmara Municipal de Vereadores, situada na Rua João Morelli, 66, no centro da cidade.

Uma verdadeira fotografia de Botuverá. Assim pode ser definida a solução Botuverá em Números, documento resultante de um intenso trabalho realizado pelos consultores do SEBRAE desde maio, quando o Cidade Empreendedora começou a vigorar. Por meio da reunião de informações, dados estatísticos e comparativos, a intenção é apresentar um panorama socioeconômico da cidade, oferecendo um instrumento bastante efetivo para a tomada de decisões executivas. Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), renda per capita, saúde, educação, segurança pública, saneamento básico e finanças são alguns dos setores pesquisados para a elaboração do estudo.

Já o Plano de Desenvolvimento Econômico – PEDEM, por sua vez, é uma solução que visa prestar assessoria para a posterior elaboração de um Plano Estratégico de Desenvolvimento Econômico. Possui a finalidade de identificar e apresentar eixos estratégicos que promovam e fomentem o desenvolvimento da economia local para as próximas décadas.

“O PEDEM e o Botuverá em Números são duas soluções de muita importância dentro do Programa Cidade Empreendedora, pois cria uma espécie de mapa que servirá de norte para os próximos gestores municipais nos próximos anos. Assim, o governo, as entidades de classe, o empresariado e toda a população podem ter um parâmetro das condutas a serem adotadas para o desenvolvimento local”, avalia o coordenador regional do SEBRAE/SC, Alcides Sgrott Filho.