Fórum Microrregional de Atenção às Violências

Fórum Microrregional de Atenção as Violências

Um olhar para a infância e adolescência.

Pensar a questão da criança e do adolescente não é tarefa fácil, pois implica refletir sobre valores, conceitos, limites, regras, desenvolvimento infantil, saúde, educação, direitos, deveres, cuidados, e tantos outros.

Nesse sentido, e por entender a necessidade de ampliar o olhar da sociedade para o universo infantil, e garantir a estes o direito ao desenvolvimento saudável, o Fórum Microrregional de Atenção às Violências de Brusque, Botuverá e Guabiruba, criado em agosto de 2010, vem discutindo esta temática, nos últimos meses.

O Fórum se reúne mensalmente, com profissionais que trabalham direta e indiretamente com situações relacionadas às diferentes formas de violências, no sentido de trazer para a sociedade a discussão e o entendimento de questões e situações, que infelizmente ainda acontecem diariamente em nossos lares. Em relação à violência contra crianças e adolescentes não é diferente, pois cresce o número de situações de violação de direito no país inteiro.

É importante ressaltar que segundo a Constituição Federal de 1988, Artigo 227 – É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

Ainda, de acordo com o Manual para Atendimento às Vítimas de Violência na Rede de Saúde Pública do DF, violência contra criança e adolescente é qualquer conduta – ação ou omissão, agressão ou coerção – ocasionada pelo fato de a vítima ser criança ou adolescente, e que cause dano, constrangimento, limitação, sofrimento físico, sexual, moral, psicológico ou social. O que por si só coloca a infância numa condição de vulnerabilidade, responsabilizando toda a sociedade a garantir, proteger e assegurar os investimentos necessários para um desenvolvimento saudável.

Percebe-se, que embora a família seja “um porto seguro”, ainda é neste contexto que ocorrem as maiores situações de violências contra crianças e adolescentes. Existem pesquisas que apontam como principais agressores: mãe – 50%; pai – 25% e pai e mãe – 13% dos casos. As pesquisas também apontam que quem revela as violências são geralmente, a comunidade ou pessoas autônomas.

Diante disto, o Fórum Microrregional de Atenção às Violências, busca chamar a atenção da comunidade para a importância de juntamente com os profissionais, em casos de suspeita de violências contra a criança e adolescente, encaminhar denúncia aos órgãos competentes, pois este é o primeiro passo para a garantia dos direitos sociais. É necessário que a sociedade se envolva de fato e de direito denunciando qualquer situação de violência.

Conheça os locais de atendimento nos municípios de Brusque, Botuverá e Guabiruba capacitados à acolher esta demanda.

Brusque:

  • CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social: 3350-5705
  • Conselho Tutelar: 3351-0113 / 8846-1777
  • CRAS – Centro Especializado de Assistência Social: 3350-4169
  • SAE – Serviço de Assistência Especializada: 3355-2367

Botuverá:

  • Secretaria de Assistência Social: 3359-1204 – Ramal 30
  • Conselho Tutelar: 3359-1489 / 8463-7450

Guabiruba:

  • Secretaria de Saúde e Assistência Social: 3354-2313 / 3354-0991
  • Conselho Tutelar: 3354-2482 / 9172-2985
  • CRAS – Centro Especializado de Assistência Social: 3351-7645

FORUM MICRORREGIONAL DE ATENÇÃO ÀS VIOLENCIAS- BRUSQUE; BOTUVERÁ; GUABIRUBA- forumdeatencaoviolencias@gmail.com